Procure nos arquivos do P29BR

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

P29BR 29ER TEST - Freios Avid Elixir R

Potência e modulação para grandes rodas.

Outra daquelas questões frequentes entre aqueles que desejam migrar para uma 29er, diz respeito ao uso de V-Brakes. Num mundo perfeito, esse simples e inteligente sistema de freios funcionaria muito bem, entretanto seu emprego em mountain bikes equipadas com rodas de maior diâmetro é desaconselhado. Um aro ligeiramente desalinhado ou amassado fatalmente resultaria em mau funcionamento do conjunto, sem mencionar nesses casos um comportamento até certo ponto irritante sentido diretamente nos manetes e  potencializado pelas rodas grandes. Para completar, em situações de umidade e chuva os V-Brakes perdem bastante em efetividade, por tudo isso, e mais um pouco do que verá abaixo, um conjunto de freios à disco de qualidade é praticamente mandatário para o proprietário de uma 29er interessado em desempenho.


 A eficácia do sistema, além de depender das características técnicas do equipamento propriamente dito, está diretamente ligada a várias outras variáveis, como o peso do ciclista, estilo de pilotagem, etc. Um detalhe importante em se tratando de 29ers é que, fisicamente falando, a força requerida para frear a bike com rodonas seria pelo menos 10% maior que aquela necessária para desacelerar uma bicicleta aro 26 polegadas, seguindo essa linha de pensamento, o piloto que migrasse para o aro 29 e transferisse seus freios à disco antigos para a nova bike, teria que colocar mais força nos manetes visando alcançar a mesma potência de frenagem que experimentava com as rodas menores. Sendo assim, algumas fábricas como a própria Scott, preferiram dotar de rotores de maior diâmetro os freios dianteiros de suas 29ers. Pessoalmente, considero essa suposta diferença pouco relevante, algo que pode ser contornado tranquilamente através do uso um conjunto de freios de fato competente, sem a premência de rotores maiores, e consequentemente mais pesados.

O Avid Exilir R é um ótimo exemplo de equipamento “29er friendly”. Segundo Elixir na linha de sucessão da Avid, o modelo R chega ostentando a mesma tecnologia utilizada nos exemplares de linha superior, Elixir CR e XX, dispensando apenas o controle de ajuste de contato das pastilhas. A ausência do Contact Point Adjustment na realidade não influencia negativamente sobre a performance do Elixir R, além de manter o preço do produto numa faixa mais atraente ao consumidor que busca um conjunto de freios moderno, eficiente e leve.


 Mesmo com a exigência extra gerada pelas rodas de 29 polegadas o Elixir R surpreende na progressividade e eficácia de frenagem, em grande parte graças à tecnologia proprietária TaperBore, que possibilitou o desenvolvimento de um reservatório de óleo com perfil mais esguio sem perder em potência, tendo como resultado adicional, economia de peso. Totalmente construído em alumínio, são 375 gramas com rotor de 160mm. Por coindidência, ou não, a Shimano resolveu trilhar um caminho parecido e dotou os freios da linha XTR 2011 também de reservatórios mais compactos nos manetes.

Os manetes do Elixir R são ergonomicamente posicionados para operar da maneira mais natural aos dedos de acordo com o que a Avid chama de Power Reserve Geometry, dispõe de controle de altura toll-free, ou seja, podem ser regulados a qualquer momento, para qualquer gosto, tudo sem o uso de ferramentas; além disso, são “ambidestros”, ou seja, podem ser montados dos dois lados do guidão de acordo com o gosto do freguês, ou melhor, do biker. Outra funcionalidade interessante para quem usa trocadores SRAM e prefere um cockpit mais limpo, é a compatibilidade com o MatchMaker, sistema que permite montar freios e trocadores juntos, economizando espaço e mais algumas gramas.

Uma das qualidades sempre aplaudida nos freios da marca é a facilidade de instalação, o sistema conhecido como Tri-Align conta com um jogo de arruelas côncavas e convexas que fazem do posicionamento do caliper uma tarefa das mais simples e rápidas. Depois de montados, mesmo em condições adversas de poeira (e olha que enfrentei muita nesses últimos dias secos) ou umidade, não sofri com vibrações e, principalmente, com ruídos indesejáveis.


 Apesar da suposta fama das 29ers parecerem mais difíceis de serem paradas, escolhi para a bike de testes do P29BR rotores de 160mm na dianteira e 140mm na traseira. Minha opção em nenhum momento se traduziu em um maior esforço (visível) no acionamento dos manetes, continuei utilizando apenas um dedo para obter uma frenagem firme e, principalmente, modulada. Com o rotor menor, raramente experimento travamentos na roda traseira e ainda ganho no controle da bike. Já na dianteira , com um freio potente como o Elixir R, 160mm são mais que suficientes para uma 29er de XC. Mesmo nas descidas longas, nunca experimentei aquela sensação de manetes pulsando resultado da expansão do óleo gerada pelo aquecimento do sistema.

Quanto à manutenção, depois de quase 1.000 Km as pastilhas de composto sintético parecem ter ainda uma boa quantidade de horas pela frente. Em caso de necessidade de troca, o acesso pela parte superior do caliper mostra-se conveniente e facilita a reposição. Uma eventual troca do óleo é um procedimento sem complicações, contanto que seja usado o kit de sangria da própria Avid.

Com uma bastante favorável relação peso/ preço/desempenho, o Elixir R foi o modelo de freio escolhido para integrar o novíssimo grupo SRAM X-7 de 10 velocidades, se configurando também como uma opção das mais interessantes para equipar sua 29er.

Keep 29eriding!

18 comentários:

  1. Grande Adil!

    Belo artigo.

    Usar freios à disco é novidade para mim. O avid elixir 3, que acompanha a scott elite 29er, passa no seu crivo de freio bom?

    Uma dúvida que me recorre bastante: qual é o tipo de pastilha que recomenda para uso nesses freios?

    Muito obrigado!
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Desculpe Adil, desculpe Avid (SRAM e Proparts): freio é HAYES.

    ResponderExcluir
  3. Ola
    Tenho o avid xx na minha 29
    O melhor freio aque tive te agora, e tenho Hayes na tandem que eu adorou!!
    Realmente este freio ultrapassou os ultimos da mesma marca
    Fizeram um passo para frente muito grande
    Eu tive problema no inicio para dosar a freagem, vc tem que usar um dedo so, e tenho mas de 2500 km com a mesma pastilha!!!!
    Acabei de voltar de um role de 40km com minhs meais de inverno e meu goro abaixo do capacete, fazia 8 graus
    Aqui comeco o automno e so tem folhas na trilha! Escorrega bastante, mas senti a 29 bem superior em tracao nas folhas e na lama!!
    Viva 29!!!
    laurent

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente o comentario dos freios dot são errado,vejo que não entendes de mecanica ,esses freios com dit alem de ser altamente Toxico,ele corroe a pintura dos freios,alem de ser freios esponjosos,dão muita manutenção tendo que ir direto a Mecanica.
    Para freios durarem acima de 1000 Km vcs devem andar somente em asfalto,pois na primeira trilha longa com Chuva,vc ficara sem Freios.
    Cuidado com pessoas que são patrocinada com produtos,pois a melhor esperencia para verificar se é relamente bom seria Foruns U.S.A, que tem mais experiencia que outros site que são pagos para falar que realmente Bom.

    ResponderExcluir
  5. Olá ANÔNIMO,

    Obrigado por ler e participar do P29BR!

    Como sempre repito aos Césars, Carlos, enfim a todos aqueles que não se identificam e ainda assim deixam suas impressões, seria muito mais coerente assinar seus comentários, estimulando o debate sadio.

    Um componente pode ser bom para mim e ruim para você, dependendo muito inclusive do seu gosto pessoal, entretanto características técnicas são iguais para você ou para mim, um conjunto de freios, desde que corretamente setado, vai funcionar tanto para mim, quanto para você.

    Não entendi muito bem a sua forma de se expressar, mas tentarei te responder da melhor forma possível :-D

    Parece que você gosta mais dos freios que funcionam com óleo mineral, como os Shimano, do que freios que usam dot, tipo Avid e Hayes. De fato o dot é corrosivo, entretanto o óleo não vaza dos conduítes, manetes, calipers, etc. Você nunca vai entrar em contato com o óleo, a menos que tenha um grande acidente ou queira fazer manutenção sem estar preparado para isso. Freios esponjosos? Por exemplo, tem muito mais a ver com o nível de óleo no sistema, do que com o tipo de óleo. Manutenção? Tenho vários conjuntos aqui, Avid e Hayes que com milhares de quilômetros e ainda assim nunca precisaram passar por um mecânico, o mais engraçado é que 90% do meu uso ocorre em TERRA. Qual grande fábrica vai vender atualmente um conjunto de freios que só pode ser usado no asfalto? Quem entre as grandes marcas vai vender freios descartáveis? Acho que a era dos mitos, ou dos pré-conceitos, já acabou há algum tempo, não é mesmo?

    Estamos quase em 2011, hoje a facilidade de se obter informação é incrível, seja ela boa ou ruim, você avalia e decide. Se você prefere a "esperencia" de sites internacionais, sugiro que dê uma olhadinha em dois:


    Bike Radar
    http://www.bikeradar.com/gear/category/components/disc-brake-systems/product/elixir-r-10-37524
    "Avid’s Elixir is power- and control-rich plus it’s super-reliable and reasonably light, making it a great all-rounder."
    Aqui o Avid Elixir R foi muito bem avaliado. Seria um veículo tendendioso também?


    MTBr
    http://www.mtbr.com/cat/brakes/disc-brake-system/avid/elixirr/PRD_426161_1507crx.aspx
    Average Rating 4/5
    Um daqueles sites onde todos podem deixar sua opinião de preferência após, de fato, usar um determinado produto. Nesse conceituado site, o Avid Elixir R tem conceito 4.11, em 5 possíveis. Votaram 103 usuários. Acho que se o produto não fosse tão ruim quanto afirmou, a nota estaria bem pior, você não acha?

    O objetivo principal do P29BR é fornecer informação de qualidade para os iniciados nas 29ers ou não.

    Espero ter ajudado a compor seu repertório ;-)

    Volte sempre! Se identifique sempre!

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Depois de 4 anos andando de V-Brake, agora que comprei meus humildes Shimano M-575 hidraulicos.
    160mm de disco, deve ta bom né?
    Pinças e manetes brancos para "aumentar a belezura" da bicicleta vermelha tomate...he he

    Tem quem ache os Formula R1 superiores não é?
    Ou os Magura Marta?
    Tem que use Tektro e é feliz.
    Enfim, o importante é ter uma frenagem precisa pra segurar as 29er, pq morro abaixo só um bom freio a disco.

    ResponderExcluir
  8. Olá Adil gostei muito desses freios,eles são originais da Rochopper 2011?Ab Ricardo-BJI-RJ

    ResponderExcluir
  9. Oi Ricardo,

    Somente a Rockhopper LTD 29er e a Pro 29er, contam com freios Avid, mas são os Juicy 3 SL um pouco mais simples.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Olá Adil, me tira uma dúvida sobre esse freio, ele tem uma estágio para frente na manete, quando a empurramos para frente! Para que serve isso? Comprei um Avid Elixir 5 e ele tb tem essa função, fiquei curioso!

    ResponderExcluir
  12. Olá Thiago,

    Boa pergunta!

    O movimento para frente da articulação é uma espécie de trava que segura o manete no lugar durante a manutenção/sangria do freio. É uma funcionalidade que existe em todos os modelos hidráulicos da Avid.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  13. Pessoal, queria pedir uma ajuda... Estou com uma specialized stumpjumper comp 29er 2011 e estou gostando demais dela, porém, o freio traseiro (avid elixir R SL) faz um barulho de buzina de caminhão quando o aciono de forma intermediária. Além do barulho, o quadro vibra muito... Já tentei limpar de todas as formas, inclusive com aquele produto da finish line próprio pra isso... já troquei as pinças de trás pra frente e nada... por último, troquei os rolamentos do meu cubo traseiro que tinha uma pequena folga e tensionei os raios da roda, mas o problema persiste. Não sei mais o que fazer... será que troco o disco (é um avid G3CS de 160mm). Ou será que tento usar aquelas pastilhas orgânicas? Abraços,

    Marcus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcus, tivemos vários problemas com StumpJumpers 2011... de freios a cubos, raios, niples e roldanas.. coloquei tudo no blog. Segue um dos post de uma igual a sua!
      http://moscajustforfun.blogspot.com.br/2011/10/specialized-stumpjumper-fsr-2011-29.html

      Abs
      Mosca
      moscajustforfun.com.br

      Excluir
  14. Olá Marcus,

    Já tive esse problema antes, mas apenas quando as rodas que eu estava usando tinham um certo jogo no cubo traseiro.

    No seu caso, se as pastilhas não estão contaminadas, os rotores foram limpos com álcool isopropílico e o cubo não apresenta folgas, pode ser que o suporte do seu freio traseiro não tenha vindo de fábrica perfeitamente alinhado.

    Sugiro um teste. Se possível empreste de um amigo e instale na sua Stump outro freio totalmente diferente, de outra marca. Se o problema persistir, você saberá que o suporte de freio no quadro não está perfeitamente alinhado.

    Espero ter ajudado.

    Me mantenha informado.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  15. Adil, tenho esse freio e ele é espetacular em termos de frenagem... estão com rotor 185 mm e não tenho do que reclamar nesse quesito... no meu grupo de pedal são 5 bikes com esses freios...
    O problema dele realmente é a manutenção.. estão sempre fazendo barulho, sempre pagando um pouco e a cada pedal preciso fazer algum ajuste... principalmente depois que esquentam. Das 5 bikes do grupo, 4 apresentaram esse problema.
    Estou trocando meu conjunto pelo XT e aí vamos ver como ficam depois de um tempo.
    Uso esses freios tem exatos 1 ano!

    Abs
    Mosca
    moscajustforfun.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mosca,

      Obrigado pelo depoimento.

      De qualquer forma, tenho tido sucesso em resolver barulhos utilizando pastilhas "aftermarket" de outras marcas, outra vezes faço um rodízio de pastilhas mesclando dianteiras e traseira usadas.

      Abs,

      Adil

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens Recentes no P29BR