Procure nos arquivos do P29BR

quarta-feira, 23 de março de 2011

P29BR 29ER TEST / Specialized Stumpjumper Comp 29er - Parte 2

Impressões finais de um Best-seller sobre duas grandes rodas.


O nome Stumpjumper é sinônimo de sucesso absoluto no universo das bicicletas, ele foi usado para batizar a primeira mountain bike produzida em série no mundo, isso nos idos de 1981! De lá para cá, a Specialized, com a clássica Stump, vem acompanhando de perto a evolução do mercado, assim o modelo ganhou há alguns anos uma versão full-suspension e a partir de 2008 a fábrica passou a oferecer também um exemplar com rodas de 29 polegadas. Foram quatro anos de contínua evolução até chegar à atual Specialized Stumpjumper Comp 29er, uma belíssima bike com um custo X benefício dos mais interessantes e um pacote de equipamentos de primeira.


O quadro produzido em alumínio proprietário M5 segue uma tendência da marca com o top tube em curva e linhas bastante fluidas. O seat tube é também levemente curvado a partir do movimento central, visando acomodar a roda traseira e o câmbio dianteiro de maneira funcional. A Specialized fez um ótimo trabalho e conseguiu produzir um quadro com um “mud clearance” (espaço para escoamento de barro entre os stays e o pneu traseiro) dos melhores em se tratando de 29er. Algo que considero fundamental na Comp é a possibilidade de montagem de dois suportes de caramanhola, o que proporciona uma autonomia maior numa prova de XC maratona, modalidade onde esta Stump se sente em casa. Em termos de pintura, particularmente adoro a combinação de três cores. O grafismo é excelente, com detalhes interessantes, como por exemplo, o nome Specialized gravado na parte interna do chain stay esquerdo.

Um dos grandes atrativos do modelo fica por conta do inteligente pacote de componentes, perfeito para aqueles que pensam em competir a bordo da Stump. A transmissão de 30 velocidades está quase que totalmente a cargo da SRAM. É composta por trocadores e câmbio dianteiro X.7, câmbio traseiro X.9 e um estiloso pedivela S-1250 GXP. A curiosidade aqui está no fato do cassette vir da concorrente Shimano, é um HG-81 11-36. Os freios são os competentes Avid Elixir R SL especificamente produzidos para a Specialized e montados com rotores de 160mm. Os aros DT Swiss X450SL são igualmente customizados para a bike. A maioria dos demais equipamentos é de marca própria, certeza de qualidade e preocupação com a ergonomia. Para completar, na dianteira uma Rock Shox Reba RLT com exclusivos 90mm de curso e como não poderia deixar de ser, combinando com as cores da bike.  A Specialized oferece a Stump Comp 29er em seu tamanho pequeno (15.5”) com uma suspensão de curso reduzido, 80mm, visando manter o head tube numa altura mais proporcional, no sentido de acomodar melhor os pilotos de menor estatura.


Falando em suspensão, a nova RLT, evolução da Reba 29, dispõe de regulagem de compressão, retorno, trava e permite ainda o ajuste da sensibilidade da plataforma Floodgate. Em relação ao setup da Reba, consegui os melhores resultados para meus 75Kg utilizando 120 psi de ar na câmara positiva. Lancei mão do truque de calibrar a câmara negativa com 5 libras adicionais, no caso, 125 psi, o que garante maior sensibilidade nas chamadas ondulações de baixa velocidade. Preferi ainda posicionar o botão de regulagem de retorno num ponto próximo a seu ajuste intermediário, tendendo levemente para o lado mais rápido.

A Stumpjumper Comp 29er perdeu as gancheiras reguláveis presentes no exemplar testado pelo P29BR no ano de 2009 (http://4.bp.blogspot.com/__K91gWffRDw/SjO6aTPNFxI/AAAAAAAAAbQ/VYqkx5E_RJ4/s1600-h/p29br_spz_comp_29-dropout.jpg), entretanto ganhou em termos de geometria, contando agora com chain stays de comprimento curtíssimo, apenas 435mm de acordo com a fábrica (438mm por minhas medidas). Para quem já pedala uma mountain bike da Specialized, a transição para as rodonas é ainda mais tranqüila, visto que nos últimos anos a marca alongou sistematicamente o top tube nas suas bicicletas equipadas com rodas de 26 polegadas, aproximando a medida ao padrão empregado em suas 29ers. A angulação da caixa de direção, 71.5°, combinada com as demais características geométricas da Comp 29er, se traduz em uma bike de direção vívida, eficiente nas mais diversas condições do cross-country e ao mesmo tempo confortável o suficiente para encarar trajetos mais longos.


Pedalando em trechos planos, a Stump Comp 29er acelera muito facilmente, méritos para a traseira curta, como era de se esperar. A bike da Specialized permite a um piloto bem preparado manter uma “velocidade de cruzeiro” alta, facilitada ainda por um peso total de 10,9Kg sem os pedais, algo muito bom para uma 29er produzida com quadro em alumínio e com valor de venda ao consumidor abaixo dos 7 mil Reais. Os pneus Specialized Renegade 29x1.95 colaboram decisivamente para a leveza do conjunto e merecem uma menção especial. Aqui na versão S-Works, estão sem dúvida entre as melhores opções do mercado para o XC competitivo, uma vez que apresentam um volume considerável, baixíssima resistência à rolagem e ainda uma disposição bastante inteligente dos cravos. As rodas grandes associadas a à distância entre-eixos compacta, além é claro do auxílio dos ótimos pneus e de uma geometria bem desenvolvida, resultam em curvas extremamente seguras e rápidas mudanças de direção, por tudo isso, a Stumpjumper Comp 29er faz bonito nos singletracks mais técnicos.

O guidão reto Specialized de 680mm é perfeito para manter a frente da bike baixa, além de oferecer alavanca suficiente para os momentos onde se faz necessário pedalar em pé. Já a bem pensada mesa Specialized XC permite uma regulagem fina de sua angulação (8 ou 16 graus) através de uma luva excêntrica. Para os trechos mais íngremes, senti a necessidade de uma mesa de comprimento um pouco maior que os 90mm originais, assim deixaria a bike mais equilibrada e conseguiria transferir uma parcela maior de peso ao eixo dianteiro.


A Reba RLT não possui trava no guidão, então como mencionei antes, preferi deixá-la um pouco mais dura que de costume e pedalar com a trava ativada em grande parte do tempo, mantendo a sensibilidade do Floodgate baixa. Assim obtive o melhor desempenho possível da suspensão, com alguma firmeza nos aclives e boa qualidade de absorção nos declives, onde a Stump Comp, como uma boa 29er que é, engoliu com maestria os obstáculos e ondulações.

Outro dos componentes da marca que merece um destaque especial é o novo selim Specialized BG Phenom Comp, que acompanhou a evolução da própria bike e atingiu seu melhor momento agora em 2011.O Phenom conta com um perfil “race” e ganhou com a nova cobertura a dose de conforto que antes faltava, mantendo-se ainda como um base firme para suportar o peso do piloto. Trata-se de um produto que neste ano passou a integrar a lista dos meus selins prediletos.



Sempre que alguém considera adquirir uma nova bike, invariavelmente pensa em upgrades, contudo o eventual comprador da Specialized Stumpjumper Comp 29er pode se considerar uma feliz exceção a essa regra. O pacote de componentes é tão equilibrado que o futuro proprietário pode sair da loja e ir direto para a linha de largada de alguma prova, sem a necessidade de trocar absolutamente nada na bike de linha. De todas as formas, deixo aqui algumas dicas úteis. Os pneus Renegade em sua versão mais leve, a S-Works, são bastante aderentes e até mesmo por isso, apresentam um desgaste mais acentuado em relação ao tempo de uso, além disso, experimentei alguns furos durante os testes. Minha sugestão é basicamente a de sempre, ou seja, converta os pneus para tubeless com o suporte do sistema NoTubes, assim os Renegade ganham um perfil alguns milímetros mais avantajado, além de contarem com a bem vinda proteção contra furos. Para fechar o tema, caso pretenda disputar provas mais longas ou de várias etapas, considere usar a versão Control do pneu Renegade, apenas um pouquinho mais pesada e com paredes mais resistentes a rasgos e furos.


Passei quase dois meses pedalando a Stumpjumper Comp, posso dizer com segurança que esta Specialized é uma daquelas 29ers que ficam melhores a cada dia, a cada pedalada. Considerando seu preço, para o XC competitivo é leve e eficiente. Para competições mais longas é confiável e confortável. Como hardtail enfrenta bem o barro e requer pouca manutenção. Enfim, trata-se de uma bike pronta para agradar em cheio aqueles que buscam uma 29er de competição a um bom preço.

Keep 29eriding!

72 comentários:

  1. Parabéns pelo trabalho Adil!!!
    Acompanho todas as matérias do blog, mas nem sempre tenho tempo de comentar...
    Continue mostrando o que há de melhor em 29ers para nós!

    ResponderExcluir
  2. Parabens Adil, mais uma bela reportagem... sempre fico ancioso por novidades sobre as 29" e a ideia de comprar uma está cada vez mais firme, falta a disponibilidade de modelos pra comprar.

    Um modelo que tambem achei interessante é da Haro Bikes, da uma olhada no link e comente...

    http://www.harobikes.com/mtb/bikes/XC-Performance-29er/13/

    Valeu Adil!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Pacato,

    Obrigado por participar do P29BR!

    A idéia é mostrar os produtos de maneira clara e sem a superficialidade de outros veículos.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  4. Olá Ale,

    Entrei em contato com a Plimax, representante oficial da Haro no Brasil. Infelizmente por conta de exigências de pedido mínimo na fábrica, não tem programação de trazer nenhuma 29er ao Brasil neste ano.

    Pessoalmente, só posso lamentar, pois a marca é bem tradicional em termos de 29ers nos EUA e tem um ótimo custoXbenefício.

    Essa que você mencionou é bem legal, apesar o peso, o preço também me parece ótimo.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  5. Olá adil,

    Parabéns pela matéria como sempre esclarecedora e simples.
    Sou praticante de MTB e há muito acompanho o seu blog, acho muito interessante, apesar de nunca ter postado um comentário. Porém agora chegou a hora.
    Estou querendo adquirir um 29er, vou evoluir, rsrsrs, a minha dúvida é e acredito que você poderia produzir um tópico sobre isto:
    O tamanho do quadro para a bike 29 é o mesmo que uso para 26?
    Uso um quadro Fujy 26, tamanho 17, este seria o tamanho que eu devo adquirir para uma 29. Apesar de nas 29 spó ver 17,5.
    Quando você vai fazer um teste com a Gary fisher/trek X-Caliber?
    Desde já agradeço a atenção dispensada.

    ResponderExcluir
  6. Olá Ramster,

    Obrigado por participar de fato do P29BR!

    Quanta à sua dúvida, se você pedala hoje, por exemplo, uma Specialized e pretende migrar para um 29er de mesma marca, o tamanho de quadro vai ser também o mesmo.

    Outras marcas disponibilizam em seus sites algumas tabelas que relacionam a altura do piloto e o tamanho do quadro.

    Se tiver dúvidas, sugiro que leia o tópico:

    http://projeto29brasil.blogspot.com/2010/10/p29br-29er-doc-o-dilema-do-tamanho-do.html

    Infelizmente o importador da Trek ainda não me ofereceu bikes para teste, ainda assim, vou tentar conseguir uma.

    Fico à sua disposição.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo teste Adil,essa bike é o meu sonho de consumo com rodonas,já vi por 6.900,a concorrência é bem mais barata mas Spz é Spz!Ab Ricado-Bom Jesus do Itabapoana-RJ

    ResponderExcluir
  8. Adil

    Não vou mais ler o seu blogg, porque??
    Por que toda vez que leio suas materias fico com agua na boca, e fico pretendendo fazer uma loucura, gastar uma grana que no momento ainda não tenho rss.É duro ser pobre, grande e amar as Stump rss.

    Mas parabens pela materia Adil, como sempre são muito bons.

    Logo, logo estarei brincando com um brinquedo desse.

    Abçs

    Gersão


    E quem sabe

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Gostei desta bike. Principalmente dos pneus.

    Parece que a Specialized do Brasil vai ter que importar mais 29er, pois não tem mais em estoque.

    As Treks devem vir em breve, segundo um lojista local.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Valeu Adil pela atenção!!!

    A Plimax devia rever as metas de encomendas e trazer mais bikes 29er, principalmente esse modelo que mencionei, pois as rodonas são uma realidade e que esta invadindo até o conservador mundial de mtb da UCI.

    Espero esse ano comprar uma pra começar, mesmo que pesada e simples, e se eu gosta das rodonas ai sim vou investir em uma mais sofisticada.

    Fico ancioso pro mais reportagens e novidades das "BigWheels"

    E viva as 29er!!!

    ResponderExcluir
  12. Teu calção é muito feio!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Não estou conseguindo achar para comprar,alguém sabe aonde tem???

    ResponderExcluir
  14. Obrigado Ricardo e Gersão por sempre acompanharem de perto o P29BR, esta bike realmente vale o investimento!

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  15. Fala Fernando,

    Ainda bem que não é um blog sobre Moda, não é mesmo ;-)

    O importante mesmo é você ter gostado da bike.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  16. Oi Francisco,

    Em que estado você está? Qual é o tamanho da Stump que você precisa?

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  17. Pedalo desde 1994 e sempre fui louco por uma Stumpjumper. Esse ano vou mudar para o formato 29er e a bike escolhida já sabem, né? O problema é achar uma com tamanho 21" (XL), ninguem tem e a previsão do importador é trazer apenas uma unidade do modelo nesse tamanho para o Brasil. Gostaria de compra-la por um distribuidor oficial, mas já estou disistindo. Ou arrumo alguém para trazer de fora ou mudo a escolha da bike.
    É uma pena, pois a maior parte dos compradores de bikes 29er são pessoas altas e justamente os quadros grandes é que faltam...

    ResponderExcluir
  18. Oi Adil,

    Estou em MG divisa com SP.

    Meu tamanho é 17,5

    Fico aguardando.

    ResponderExcluir
  19. Hein Adil voce que anda com os caras da Specialized teti a teti, podia dar uns conselhos. Que no proximo pedido para o EUA, pedi pra eles trazerem mais stump 29 no tamanho 21. Os grandões estão chupando dedo aqui no Brasil.
    No sabado mesmo acabei indo visitar meu cunhado em Itajai,aproveitei ir na Loja Pedalli que é representante da Specialized, mas chegando lá somente tinha a stump 26, e o tamanho era 19. POxa derramaram um balde de agua fria de tanta decpeção que tive. Mas deu pra chegar em uma conclusão. Vi que para o meu tamanho tem que ser mesmo um quadro 21, já que a aro 26 e a 29 tem a mesma medida do top tube.
    Uma outra bike que tinha em exposição era uma Crostrail comp disc, linda a bike e outra que logo vai fazer parte da minha coleção rsss.

    Adil Parabens

    Abçs
    Gerson

    ResponderExcluir
  20. Parabéns pelo blog!

    Surgiu uma oportunidade de comprar um spz hockhopper comp 29er 2011, tá num preço bom, mas tem um problema... é tamanho 19.
    Tenho 1,74 com 83 de cavalo.
    ELA TEM:
    TOP TUBE 625MM
    Standover HEIGH 817mm

    Será que fica muito grande? Se eu encurtar a mesa para 60mm compensa isso? ou devo procurar um quadro menor? hj uso um 18 aro 26.

    obrigado!

    ResponderExcluir
  21. Olá pessoal de estatura mais alta!

    Realmente a oferta de quadros de tamanho grande poderia ser melhor.

    Assim que a Specialized me responder oficialmente sobre o tema, deixo um comentário para vocês.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  22. Olá Marcos,

    Essa Rockhopper é muito grande e desconfortável para você, resista à tentação do preço e compre uma bike menor.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  23. Eu montei em cima de uma Rockhopper e de uma hardrock, ambas tamaho 19" e deu pra perceber que eram compridas demais para meus 1,73m.

    Adil, sabe se a SPZ do Brasil comercializa apenas framesets?

    ResponderExcluir
  24. Oi Luiz,

    Sim, a Specialized também comercializa quadros. Vou confirmar com eles se terão algo de 29er disponível no Brasil.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  25. Pedro Vasconcelos5 de abril de 2011 14:41

    Ola,
    Tenho exatamente essa bicicleta (mesmo modelo e cor) tamanho 17.5, foi usada somente 3x e estou querendo vende-la por problemas pessoais, valor R$ 5.500,00. O meu telefone caso haja algum interesse é: 21 9989-2002 Pedro Vasconcelos

    ResponderExcluir
  26. Adil,a SPZ Safire seria uma espécie de versão feminina da Stumpjumper FSR?E a Era seria a versão feminina da Epic?Ricardo-Bom Jesus do Itabapoana-RJ

    ResponderExcluir
  27. Oi Ricardo,

    Suas observações estão corretas.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  28. Oi Adil,

    Entrei ontem pela primeira vez no seu blog e fiquei impressionando com o tanto de infomações e as dicas sobre as bikes de rodas grandes, parabéns pela iniciativa.

    Não vi e queria saber se você já testou a spz epic 29er 2011? Estou interessado em adquirir uma, mas como sempre pedalei de aro 26 ainda estou em dúvida!

    Abs,

    ResponderExcluir
  29. Oi Adil,

    Entrei ontem pela primeira vez no seu blog e fiquei impressionando com o tanto de infomações e as dicas sobre as bikes de rodas grandes, parabéns pela iniciativa.

    Não vi e queria saber se você já testou a spz epic 29er 2011? Estou interessado em adquirir uma, mas como sempre pedalei de aro 26 ainda estou em dúvida!

    Abs,
    Henrique

    ResponderExcluir
  30. Oi Adil.
    Vou fazer uma viagenzinha off road de 450 km na minha Stump 29er e to precisando de uma mão sua.
    Qual pneu vc indicaria para substituir o S-Works Renegade da dianteira dessa Stumpjumper? Na minha antiga 26 eu usava o fast track nas duas rodas. Gostei do Renegade pra traseira, mas nao senti muita firmeza em curvas com ele na dianteira. Preciso de um tubeless pra dianteira! Me ajuda ai!!
    Abração!

    ResponderExcluir
  31. Olá Urso,

    Obrigado por participar do P29BR.

    Ainda não testei oficialmente a Epic de carbono, mas vou pedir uma a Specialized. De qualquer forma, é uma das melhores opções do momento em se tratando de 29er Full-Suspension ou não.

    Vá de 29er, não irá se arrepender.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  32. Olá Marceloso,

    Se quiser continuar na linha da Specialized, experimente o o The Captain 29x2.0, tem carvos maiores que os do Renegade e ainda assim não é tão largo a ponto de atrapalhar o desempenho da sua pedalada. Ao invés da versão S-Works, mais leve e menos resistente a furos, escolha a Control, com borracha mais grossa, mas nem sempre fácil de se encontrar.

    Para condições variadas, gosto muito do Schwalbe Rocket Ron.

    Se quiser um pneu realmente resistente e tubeless, escolha um Geax com paredes TNT.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  33. Adil,

    Onde acho o Rocket Ron pra comprar?

    Abração!

    ResponderExcluir
  34. Fala Marceloso,

    Ainda não vi para vender no Brasil, acho que você vai ter que procurar fora.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  35. Boa tarde Adil !

    Antes de mais nada, gostaria de parabeniza-lo pelo Blog, sem dúvida nenhuma um dos melhores, sempre esclarecendo as dúvidas com muito conhecimento e imparcialidade. Acabo de adquirir uma Stumpjumper igual a esta e tenho uma dúvida, qual a calibragem ideal você indica para 29 ?

    ResponderExcluir
  36. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  37. Aurelio Eiji disse...
    Boa noite, Adil,
    Algumas dúvidas para vc esclarecer.
    1 - O que seria o sistema 2 Bliss Ready?
    2 - Para converter este pneu da Stjp Comp 29er basta o selante ou necessita também do rim strips?

    Abraços,

    Aurelio

    ResponderExcluir
  38. Olá Edilberto,

    Eu peso 75Kg e uso os pneus Renegade com a calibragem mínima recomendada, ou seja, 35 psi.

    Boas pedaladas com sua Stump!

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  39. Olá Aurélio,

    Vamos lá!

    1 - Um pneu Specialized com tecnologia 2 Bliss Ready significa que se trata de um modelo com carcaça preparada também para o uso sem câmaras (tubeless).

    2 - Para converter os pneus da Stump Comp 29er utilizando os aros originais, você vai precisar do kit NoTubes completo, ou seja, 2 fitas de borracha com válvula e o selante propriamente dito.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  40. Oi Adil! Como vai?!
    Primeiramente, meus parabéns pelo P29BR! Gostei de ver o seu trabalho e tenho acompanhado de perto nos últimos tempos!
    Pois bem, hoje pedalo em numa bike Vicini, V-Works, aro 26, tamanho 17! Adaptei-me muitíssimo bem à geometria desse quadro, tanto que optei por viajar de Diamantina/MG até Paraty/RJ, percorrendo mais de 1.200km, em 15 dias, seguidos, em cima dele! Além do mais, hoje é a minha bike para todos os terrenos, seja no XC, Maratonas ou no Cicloturismo.
    Agora a minha idéia é girar sobre os "rodões" e estou analisando sobre as melhores opções, sobre todos os aspectos, principalmente o custo x benefício, sem deixar de observar o meu estilo tendente mais para o XC e Maratonas.
    Tive a oportunidade de dar uma pequena volta nessa beleza de bike numa loja que frenquento há tempos aqui em BH. Vendo o seu o seu blog, tendo a oportunidade de ver a bike de perto e ainda mais dando um voltinha, fiquei louco para comprá-la. Mas, me contive. Quero ter certeza da compra da bike mais adequada para mim.
    Li um comentário seu sobre a Felt e a Rock Mountain, para outro leitor do seu blog, que está indo para o EUA. Se eu conseguir uma melhor opção lá fora, com o valor próximo dessa Spclz, que valha a pena, pode ser uma boa alternativa.
    Enfim, sabe me dizer se alguma dessas marcas tem um quadro com per perfil/geometria similar ao da Specialized Stumpjumper Comp 29er? Recomendar-me-ia alguns modelos da Felt e Rock Mountain?
    Muito obrigado e, mais uma vez, parabéns!
    Israel F

    ResponderExcluir
  41. Ola Adil,

    Comprei a stumpy como vc sugeriu e adorei a bike, eh muito boa mesmo, acelera muito rapido e eh bem facil de manter uma velocidade alta nos altiplanos. A unica coisa que ainda nao me acertei e com a regulagem da susp, o sistema de trava e de retorno inda nao consegui regular de uma maneira que me agrade...ou esta muito mole e sinto perda de rendimento ou esta muito rigida e perco conforto. Tem alguma sugestao?

    Renato

    ResponderExcluir
  42. muito bom esse blog sobre as 29ers, estou com muita vontade de montar uma, mas aqui em nossa região de campinas ainda não a muitas opções desse modelo de bike, aproveitando , gostaria de te perguntar onde eu conseguiria encontrar rodas e pneus para 27,5, pois tenho um quadro khs sixfifty, mas aqui também não encontramos esses modelos. desde já agradeço e parabéns pelo trabalho!!!

    ResponderExcluir
  43. Olá Israel,

    Peço perdão pela demora na resposta, mas por algum motivo o blogspot não me enviou um aviso da sua pergunta.

    Uma boa opção seria a Felt Nine Race.

    http://www.feltbicycles.com/USA/2012/Mountain/Nine-Series/Nine-Race.aspx

    No caso da Rocky Mountain que está chegando ao Brasil, a Vertex 950 é bastante interessante.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  44. Olá Renato,

    Em relação ao setup da Reba, consegui os melhores resultados para meus 75Kg utilizando 120 psi de ar na câmara positiva. Lancei mão do truque de calibrar a câmara negativa com 5 libras adicionais, no caso, 125 psi, o que garante maior sensibilidade nas chamadas ondulações de baixa velocidade. Preferi ainda posicionar o botão de regulagem de retorno num ponto próximo a seu ajuste intermediário, tendendo levemente para o lado mais rápido.

    Gosto de pedalar sempre com a Reba travada, aí nesse caso eu regulo a sensibilidade da plataforma Floodgate no topo da canela direita de modo que a suspensão trabalhe bem nas irregularidades, mas fique relativamente firme nas subidas.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  45. Olá Eddy,

    Obrigado por participar do P29BR.

    A VZAN fabrica aros 27.5", para saber mais, sugiro dê uma olhada em:

    http://www.29er.com.br/2010/10/p29br-29er-comparision-29-x-275-x-26.html

    Já no caso dos pneus, fica mais difícil. Pneus de mountain bike 27.5 só se você comprar numa loja americana.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  46. Desde 2007 eu tinha uma scott scale de aluminio, adorava o estilo da pedalada que ela proporcionava, era rigida, ágil e conseguia ser convortável. Agora estou pensando em comprar a stumpjumper comp 29 2012, mas li vários comentários que dizem que as stumps são ásperas (harsh) pela traseira muito dura. O que você me diz pela esperiência com esta Stump?

    ResponderExcluir
  47. Boa tarde Adil,
    Essa semana estou fechando a compra da Stumperjump comp 29er tão sonhada! a dúvida é a seguinte vale mais uma carbono ou uma de alumínio, e investir a diferença em componentes melhores?

    ResponderExcluir
  48. Olá Anônimo,

    A Stump é tão dura quanto toda boa bike de alumínio, ou seja, nada que chame a atenção ou atrapalhe o desempenho do piloto. Caso você considere a bike rígida demais, ainda tem a opção de fazer uma conversão tubeless e usar pressões mais baixas nos pneus

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  49. Olá Fabio,

    Um blog-leitor pesou as duas e disse que a diferença de peso é de menos de 200 gramas. Pessoalmente, prefiro o quadro de carbono por questões de conforto, peso e transmissão de potência, mas nada te impede de adquirir o de alumínio e usar o resto do seu budget para equipar a bike, por exemplo com rodas mais leves.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  50. Adil, é possível usar um lefty no quadro da Stump Comp 29? Obrigado.

    ResponderExcluir
  51. Olá André,

    É perfeitamente possível montar uma Lefty em qualquer bike com um adaptador como este:

    http://www.pedal.com.br/forum/topic39941.html

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  52. Professor Adil,

    As stump 2012 já estão vindo com o central bb30. Como sabes, montei agora a pouco uma carve e estou tendencioso a trocar de quadro justamente por este motivo.

    Na sua opnião, o fato do movimento central da carve ser ainda o tradicional de rosca é irrelevamte face ao bb 30 da stump, ou é melhor fazer um up grade do quadro por questão mercadológica?

    Davydson.

    ResponderExcluir
  53. Boa tarde Adil!!!
    Sempre estou acompanhando suas matérias, e por isso comprei uma Stumpjumper 29er comp. 2012.
    Minha duvida é a seguinte as stump 2011 vinham com uma relação de 30 vel. e as 2012 estão vindo com uma relação de 20 vel. qual seria a vantagem e desvantagem nas de 20 velocidades.


    Abraços

    Rogério

    ResponderExcluir
  54. Olá Rogério,

    Fez uma boa escolha!

    Estou preparando uma matéria sobre esse tema, mas basicamente, as todas 20 velocidades podem ser integralmente utilizadas, ao contrário do que ocorre com a transmissão de 30 velocidades. Além disso, com duas coroas a linha de corrente (chain line) é mais adequada e o peso algumas gramas menor.

    No príncipio você pode sentir uma dificuldade maior nas subidas fortes e longas, ou achar que está faltando pedal nas descidas, ainda assim, vale insistir nas 20 velocidades para o XC/Maratona.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  55. Boa noite, Adil,
    Li no forum do pedal.com.br que algumas bikes da Specialized estão dando problemas com os cubos tanto dianteiro e traseiro, folga e barulho, mesmo com pouca kilometragem. Esta informação procede? Sabe de algo para compartilhar?
    Abraços, Aurelio

    ResponderExcluir
  56. Olá Aurelio,

    Em todas as vezes que eu testei uma Specialized, nunca enfrentei um problema parecido, mesmo utilizando as bikes de teste em condições extremas por no mínimo 30 dias.

    Sinceramente procuro ser bastante cuidadoso com relação a esse tipo de generalização que costumam fazer em fóruns. Duas pessoas supostamente tiveram problemas nos cubos? Num universo de milhares de bikes vendidas pela Specialized, considero esse tipo de falha normal, até que me provem o contrário.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  57. Minha Stump 29 HT estava com o cubo traseiro travando mesmo ajustei a pressão nos rolamentos melhorou mas o problema que verifiquei foi no HUB
    que não consegui desmontar ainda mando noticias

    ResponderExcluir
  58. Muito Barro e chuva a unica coisa coisa que apresentou falha foi a corrente que tinha muito barro o cubo se comportou bem.

    ResponderExcluir
  59. Olá Kid,

    Obrigado pelos seus relatos sobre o cubo da Specialized.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  60. Boa noite, o Adil,Aurelio Eiji
    estava certo sobre que algumas bikes da Specialized estão dando problemas com os cubos traseiro, folga e barulho, mesmo com pouca kilometragem estorei e meu 480km travou, desmontei e aparentemente vou trocar os nacacos do nucleo vou bater umas fotos e queria que o Adil divulgasse. Esta informação procede sim Vamos compartilhar?
    Abraços, KID STUMPJUMPER 2011 BLACK LEMON

    ResponderExcluir
  61. Troquei os macaquinhos e coloquei mais uma arruela para espaçar a folga
    das esferas do nucleo coisa que nenhuma loja que fazer pois queren te empurrar logo de cara outro cubo
    os macaquinhos e a mola forão retirados de um cubo shimano antigo sucatinha de gaveta abraço a todos.

    ResponderExcluir
  62. Olá Kid,

    Agradeço por participar sempre e compartilhar as informações, elas serão certamente úteis para outros leitores.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  63. Boa tarde,
    Estou querendo comprar uma bike que eu possa fazer trilhas e ao mesmo tempo pedalar na cidade com conforto.
    Estou em duvida entre dois modelos avaliados por vc, Specialized Carve PRO 29 e a Stumpjumper Comp 29er.
    Qual vc recomenda e no que uma leva vantagem em relação a outra em termos de desempenho e conforto?

    ResponderExcluir
  64. Parabéns, ótimo blog para quem conhece e para quem (como eu) está começando no mundo das bikes.

    Estou na dúvida entre esta bike StumpJumper 29 Comp ou a Trek X-Caliber.

    O que não dá para entender é o fato de que esta spc custava menos de 7 mil, agora está tabela em todas as lojas por 8,5 mil reais. Que isso?!?!?!?!?

    Enquanto a Trek está saindo por 5,8 mil.

    Mais uma vez parabéns ao blog.

    Alex Godoy

    ResponderExcluir
  65. Olá Tperes,

    Falando de maneira mais simplista, pense na Stumpjumper como uma bike de competição e na Carve como um modelo mais versátil. A primeira tem melhor desempenho no XC. A segunda é melhor para as pedaladas mais longas, por exemplo as cicloviagens.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  66. Olá Alex,

    Obrigado por participar do P29BR!

    Ambas as bikes são opções bastante interessantes.

    Por conta da alta do dólar, algumas marcas reajustaram suas tabelas. De todas as formas, se a Stump foge do seu orçamento, fique tranquilo, estará muito bem servido com a Trek, que ten também quadro e geometria muito bons.

    Qualquer dúvida, pergunte.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  67. PARCEIRO QUANDO VÇ VAI TESTAR A CANNONDALE TRAIL SL4 29ER PRA SABERMOS MAIS SOBRE ESTA BIKE??

    ResponderExcluir
  68. Olá Anônimo interessado na Cannondale,

    Infelizmente a marca nunca respondeu aos pedidos do P29BR para testar seus modelos, por isso, não nenhuma apareceu até o momento no site.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  69. Olá Adil,

    Acabei de trocar minha MTB Alfameq 26" por uma StumpJumper Comp 29er, modelo 2012, mas ainda não pude andar nela, estou de férias. Minha questão é sobre a transmissão, pois antes eu usava com pedivela Deore com 3 coroas, 22/32/44 dentes e nessa Specialized são duas coroas de 24/38 dentes. Como não tenho experiência nessa nova configuração, pergunto quais as diferenças e resultados na prática. Valeu, obrigado.
    Leandro

    ResponderExcluir
  70. Adil meu caro, tenho uma duvida, na verdade queria sua opnião, comecei a pedalar recentemente e estou adorando, comprei de inicio uma hockhopper na qual troquei a suspensão para RST First Platinum e rodas Vzan Everest XC, agora vem minha duvida...

    Quero trocar a bike, vc acha que vale a pena trocar o quadro para uma carve e trocar os freios para shimano XT modelo 2013 (icetech) e relação sram X9 2x10 ou comprar uma Stumpjumper comp e manter original e vender minha hockhopper? No caso da Stumpjumper ficaria com uma suspensão melhor que a RST e uma relação pouca coisa inferior, quantos aos freios não conheço o magura que equipa a stumpjumper para comparar com o shimano XT.

    Em ambos os casos o custo ficará o mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Afonso,

      Acredito que a melhor opção seria uma Stumpjumper completa.

      Abs,

      Adil

      Excluir
  71. Adil
    Boa tarde.
    Gostaria de ter uma opinião.
    Hoje tenho uma Kona cider cone, 26, tam. 19.
    Estou querendo comprar uma Specialized Stumpjumper HT, 29, tam.19.
    Tenho 1.80m, cavalo:84, braço:64.
    Obigado.
    Cezar

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens Recentes no P29BR