Procure nos arquivos do P29BR

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

P29BR 29ER BIKE TEST / Specialized Carve Pro 29 - Impressões finais

Uma bike, múltiplas personalidades.


A novíssima família Carve, composta exclusivamente por hardtails equipadas com rodas de 29 polegadas, está posicionada na linha de bicicletas da Specialized exatamente entre a competente Rockhopper e a tradicional Stumpjumper, emprestando a geometria da primeira e alguns dos mais atuais conceitos tecnológicos encontrados na segunda. A Carve é sem dúvida uma bike polivalente, voltada tanto para o entusiasta que quer competir, quanto para aqueles que já competem e buscam uma boa 29er por um preço convidativo.

O quadro, construído em alumínio proprietário M4SL, chama bastante atenção por conta de um grafismo moderno, absolutamente nada a menos do que se poderia esperar de uma bicicleta da Specialized. Ainda assim, os principais destaques da nova Carve estão concentrados em suas características técnicas. Começando pelo head tube conificado (tapered) que, em função do maior diâmetro na área de interface com o garfo, oferece um aumento considerável de rigidez torcional na dianteira da bike. Os elegantes seat stays são do tipo bridge-less, foram projetados de maneira a dispensar a estrutura em forma de ponte que funciona como reforço entre os stays. Na Carve, além de um excelente  espaço para escoamento de barro, esses stays apresentam ainda um perfil ovalizado, configuração que a fábrica chama de Veritcal Flex Stay System, sistema que promete melhorar a absorção vertical de impactos na traseira da bike, se mantendo resistente em relação a esforços laterais de torção. O seat tube curvado permite a utilização de um canote de menor diâmetro (27.2mm), escolha inteligente que proporciona uma condução mais confortável e confere mais espaço para o adequado funcionamento do câmbio dianteiro, mesmo nas piores condições. O seat tube se alarga consideravelmente na junção com a concha do movimento central, garantindo um aumento na rigidez estrutural do conjunto.


O suporte do freio traseiro que é do tipo post-mount que dispensa o uso de adaptadores, economizando algumas gramas no peso total do conjunto, além de oferecer uma estrutura de montagem mais rígida. Por fim, um dos pontos de grande relevância no quadro da Carve é a presença de toda a furação necessária à montagem de um rack traseiro, funcionalidade que agrada em cheio aos bikers que, assim como eu, além de competir, também apreciam o cicloturismo.


Tendo como premissa o quesito conforto, mesmo que contando com uma inspiração competitiva,  a Carve foi projetada com chain stays 7mm mais longos, uma maior distância entre eixos e ângulos sutilmente mais relaxados em uma comparação direta com a geometria de concepção “race” da Stumpjumper. Na Carve a altura do movimento central em relação ao solo também é ligeiramente maior que na irmã Stump.


Em termos de componentes, é muito bem vinda a confiável transmissão Shimano de 30 velocidades, além dos vários – e ótimos – itens de marca própria, como as rodas, pneus, canote, selim, mesa, guidão e manoplas, todos customizados de forma a harmonizar com a aparência moderna da Carve Pro 29. Completando o pacote, o suporte de caramanhola Specialized Zee Cage, de carregamento lateral, é também muito útil quando o espaço para colocação da garrafa é limitado.


O quadro tamanho 17.5” se mostrou perfeito para minha estatura, no entanto, logo nas primeiras pedaladas ficou evidente, sob a minha ótica, que a mesa escolhida pela fábrica para equipar a Carve era compacta demais, apenas 75mm. Os 350mm do canote Specialized foram mais que suficientes para me acomodar, de forma que ainda restaram dentro do seat tube mais 45mm de comprimento utilizável. A Specialized foi cuidadosa ao escolher mesa e canote proporcionalmente mais longos para os quadros maiores, são 90mm e 400mm respectivamente, para o exemplar tamanho 19”, por exemplo.

Em se tratando de uma 29er, o guidão reto Specialized e os 80mm de curso da suspensão RockShox, tornaram realmente baixa  a frente da Carve, colocando o piloto em uma posição bastante favorável para subir. Por falar em guidão, seus 680mm de largura oferecem alavanca suficiente para aqueles que preferem pedalar em pé aproveitando a nítida vantagem das 29ers em subidas curtas. A transmissão Shimano 3x10, amparada pelo câmbio traseiro Shimano XT Shadow, funcionou com maestria e  se mostrou adequada aos que estão migrando hoje para as rodonas, ainda que para o aro 29” sua combinação de marchas mais leve, a 24x36, seja em torno de 14% mais pesada se comparada a uma relação 22x34 no aro 26”. Em favor de uma suposta melhoria no desempenho do sistema, a Shimano substituiu a coroa menor de 22 por outra, agora com 24 dentes. Os visores OGD (Optical Gear Display) presentes nos trocadores SLX podem ser removidos, o que permite a montagem das alavancas de mudança de marchas do lado de fora do manetes de freio, numa posição que particularmente considero mais adequada e ergonômica.


Nos trechos planos, o quadro rígido e os pneus de largura intermediária fizeram a diferença, tornando a pedalada eficaz e a bike rápida nas acelerações. A versão Control dos pneus The Captain 29x2.0 traz paredes mais reforçadas, o que a torna mais confiável para saídas longas, bem como favorece a sempre recomendada conversão tubeless. Nos trechos de lama esses pneus não comprometeram e por conta de cravos laterais bem distribuídos, se comportaram muito bem nas curvas. Para aqueles que não sabem, o pneu The Captain foi desenvolvido pelo próprio “Capitão”, Ned Overend, eterno colaborador da Specialized e igualmente responsável por colocar o protótipo da Carve em competição a partir da última edição do Sea Otter Classic.

A suspensão RockShox Recon Gold 29 SL apresenta uma ótima relação entre peso e desempenho. Dispõe de um tubo de direção conificado em alumínio, canelas de 32mm, amortecimento SoloAir, controle de retorno e trava no guidão. Utilizei 120psi de calibragem, um pouco mais que a recomendada, pois em função dos seus 80mm de curso e da geometria da Carve, em algumas situações a frente da bike parecia baixa demais. Com mais ar e, consequentemente, menos SAG, a Recon esteve precisa e se comportou como esperado, anulando bem as irregularidades do terreno. Com uma dianteira robusta, a Carve não apresentou sinais de qualquer flexão aparente.


Desacelerar a Carve Pro 29 não é tarefa difícil. Os novos freios Shimano Deore são de fato potentes e apresentam uma magnífica modulação. Os manetes compactos e confortáveis guardam semelhanças externas com o novo design dos irmãos XT/XTR e, internamente, contam com o mesmo sistema conhecido como Servo Wave. O rotor dianteiro de 180mm é mais uma das boas escolhas da Specialized. Impecáveis em termos de performance, esses freios da Shimano são consideravelmente mais difíceis de regular que, por exemplo, os da marca Avid. Durante todo o período de testes, por mais eu tenha tentado, não consegui fazê-los trabalhar tão silenciosamente quanto eu desejava.

Os pontos de contato entre o ciclista e a bike são sempre muito importantes, mas muitas vezes deixam de receber a atenção que deveriam, não nesta Specialized. Simplesmente adorei as manoplas ergonômicas Specialized Body Geometry XCT  lock-on. Elas lembram os modelos da concorrente Ergon, mas contam com uma borracha muito mais macia e aderente, são de fato bastante confortáveis. Já o selim Specialized Body Geometry Carve SL apresenta o equilíbrio muito bom entre conforto e suporte. Espero que ambos sejam vendidos separadamente. Esses eu recomendo e quero também na minha bike pessoal.

Os chain stays da Carve com 442mm, apesar de um pouco mais compridos que os da Stump, não podem ser considerados longos a ponto de comprometer a agilidade nos trechos de singletrack, na realidade a distância entre eixos ligeiramente maior conferiu estabilidade ao conjunto e colaborou para que o peso do piloto pudesse ser melhor distribuído sobre a bike, tornando a Carve é uma 29er fácil de ser conduzida, por isso o modelo desponta como uma ótima opção para o piloto sem prévia experiência no aro 29 polegadas. Durante minhas pedaladas com a Carve Pro 29, a bike sempre me dava a impressão de ser mais leve que seus 12.32Kg reais, uma confirmação de que a Specialized acertou no projeto.


A fim de colocar mais peso na roda dianteira da bike e melhorar sua condução, julguei necessário substituir a mesa original por outra de 90mm. Presente na Stumpjumper, mas ausente na Carve 29 Pro, um protetor de chain stay é item fundamental para preservar seu investimento, por isso, não saia da loja sem ele. Num primeiro momento, não enxergo outros upgrades imprescindíveis, contudo como sempre recomendo, faça a conversão dos pneus para tubeless (http://www.29er.com.br/2010/06/p29br-29er-tubeless-conversao-notubes.html). Finalmente, senti falta daquela tampa de caixa de direção vasada com peso aliviado encontrada em outros modelos de bikes da Specialized. Um último conselho vai para aqueles que primordialmente pensam na Carve como uma 29er para disputar provas, pneus mais leves e rápidos como o Renegade ou o Fast Track seriam opções interessantes, os novos pneus afirmariam a personalidade competitiva da bike.


A bike de competição do entusiasta, um modelo de desempenho para o cicloturismo ou até mesmo seu passaporte para o pódio, qualquer que seja a definição que prefira dar à nova 29er da Specialized, é certo Carve 29 Pro não irá te decepcionar. Apesar do aumento iminente, a bike completa ainda pode ser encontrada em algumas lojas por algo em torno de 5.990 Reiais. Se preferir, o belo quadro é também vendido separadamente por cerca de 1.400 Reais.

Keep 29eriding!

86 comentários:

  1. Adil, bela avaliação da Carve. Eu acabei de comprar o quadro e só estou esperando algumas peças chegarem para montar a minha. Uma pergunta, eu tenho 1,80m de altura e 82 cm de cavalo. Eu comprei o tamanho 17,5 e testando numa bike 17,5 ficou a impressão para mim e do vendendor que precisava de uma mesa mais longa. Em relação ao canote é uma dúvida que tenho se 350 é suficeinte mas pelo que você disse acho que dá. Parábens novamente.

    ResponderExcluir
  2. Confesso que achava que a Carve iria ser um tiro no pé da SPZ, por ser intermediaria da Rockhopper e da Stumpjumper, mas pelo que li é uma bike bem polivalente.
    Senti falta do bar end, você acha necessario?

    ResponderExcluir
  3. Ola Fernando,
    eu tinha bar ends em guidao pequeno, mas agora com guidao de 680 a 720 mm, nao sente mas a necessidade, do fato tambem que aperta no single tracks!!
    laurent

    ResponderExcluir
  4. Olá Adil, ja montei a minha carve! A cada pedal que faço eu me surpreendo mais. A bike é muito ágil, da para sentir a rigidez do conjunto principalmente quando pedalo em pé. A caixa de direção conificada e o suporte do freio trazeiro dão a modernidade da bike. Outra coisa boa são os conduites dos câmbios inteiros, que da menos manutenção. O ponto negativo da bike, na minha opinião é o suporte por onde passa os cabos, poderia ser igual ao da Stump, sem a necessidade de usar o "enforca-gato". No mais, tenho que trocar o "garfo-peso-morto" dart 3 por uma reba logo, e substituir o The capitain Sport, esse pneu é muito pesado e tem uma péssima rolagem pelo Kenda que não chega nunca. Recomendo a bike para quem está migrando para as 29er, ou para quem tem um modelo mais básico e quer dar um up-grade!
    Agora pergunto, pretendo trocar meu freio avid juicy 7 por esse deore, você acha que vale a pena?
    Grato Tiago Tofanetto

    ResponderExcluir
  5. Fernando.Também pensava como vc,mas a Carve veio para ficar.Por um preço menor se anda numa HT 29 er competitiva com estilo e segurança.

    ResponderExcluir
  6. Olá Leitor de 1.80m,

    Sem dúvida você vai precisar de uma mesa mais longa, entre 90 e 100mm.

    Quanto ao canote, acredito que ainda seja suficiente o de 350mm, que qualquer forma, se for comprar um novo, escolha o de 400mm.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  7. Olá Fernando,

    A primeira vez que eu pedalei com meu amigo Laurent, ele usava um guidão estreito com bar ends. Depois de algum tempo, quando passou aos guidões mais largos, aboliu os bar ends, como ele mesmo comentou.

    Hoje, nós dois só usamos guidões largos, quase que um equipamento obrigatório para quem quer tirar o máximo de uma 29er.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  8. Olá Tiago,

    Fico contente que já esteja pedalando sua aguardada Carve.

    Acho pertinente sua observação sobre os conduítes integrais e a necessidade de uso das abraçadeiras plásticas, de fato o sistema da Stump para segurar os cabos é mais eficiente e bonito. De qualquer forma, quando se decide pela produção de uma bike, mesmo os pequenos detalhes construtivos são considerados na composição dos custos, talvez para o target da Carve não fossem viáveis os outros passadores de cabo.

    Quanto aos pneus, o The Captain Sport não é de fato um pneu para performance, o original da Carve, na versão Control já seria melhor. De qualquer forma, o Renegade e o Fast Track seriam boas opções seguindo na linha Specialized. O Kenda SB8 é uma boa opção, principalmente para a traseira.

    Em termos de freios, pessoalmente iria preferir continuar com o Juicy 7. Caso possa optar pelo Shimano XT, aí então valeria a troca.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  9. Adil,

    sou da leva dos mountain bikers que começaram na primeira metade dos anos 90, entretanto estive parado por um bom tempo. Voltei a pedalar há uns 2 anos, porém de speed. A saudade da terra, lama e mato falaram mais alto, portanto estou retornando às trilhas e, quem sabe, no futuro, novamente às competições.

    Comprei uma Carve Comp e gostaria de convertê-la em tubeless. O que é necessário? Além do selante, tenho que comprar as fitas tubeless para os aros dela?

    Acompanho seu site há algum tempo, então aproveito meu primeiro post aqui para te dar os parabéns!

    Ronaldo Spinola

    ResponderExcluir
  10. Adil.....por favor me indique onde posso comprar uma Carve na internet...já q moro no interior de minas....e aqui é impossível pq não temos revendedor...

    ResponderExcluir
  11. Adil,

    Estou tendo uma boa oportunidade de comprar uma GRAND CANYON AL 9.9 SL.

    1)Qual a sua opinião sobre esta bike?
    2)Seria adequada para corrida de aventura?

    ResponderExcluir
  12. Olá Ronaldo,

    Também comecei no MTB no início da década de 90 :-D

    Basicamente você vai precisar de um jogo de fitas NoTubes e o selante.

    http://www.notubes.com/29er-Rim-Strip-P106C13.aspx

    O processo você acompanha em:

    http://www.29er.com.br/2010/06/p29br-29er-tubeless-conversao-notubes.html

    Se tiver dúvidas, pergunte.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  13. Olá Rena,

    Você pode comprar a Carve na Pedal Power aqui de São Paulo, a loja é super tradicional e confiável.

    http://www.pedalpower.com.br/pedalpower/interface/findresults.asp?spec=carve&x=0&y=0&tipo=1&template_id=63&tu=

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  14. Olá Levi,

    Sempre admirei as bikes da Canyon, mas infelizmente não posso te dizer nada sobre a nova 29er deles, pois é a primeira vez que as rodonas fazem parte da linha.

    De qualquer forma, pela reputação tenho boas expectativas.

    Uma leve 29er hardtail vai muito bem em corridas de aventura.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  15. Olá pessoal, quero falar mais um pouco da Carve!
    Instalei o Kenda Karma 1.9, com selante DaMatta e a fita notubes que estava na 26, uma dica para quem vai aproveitar a fita da 26 é aumentar o diâmetro interno do aro para que o pneu entre bem justo no aro. É impressionante como um pneu de melhor qualidade muda a bike!
    Quanto a roda optei pela Vzan Extreme, elas pesaram 2200g, os pneus um pouco mais de 500g cada, a bike está pesando 12400g! Também troquei o selim, antes usava o SPZ Phenon, agora estou usando Fizik Aliante XM, quanta diferença!
    Com esse kit consegui aproveitar melhor a bike e assim poder falar um pouco mais sobre o quadro! Mais uma vez destaco sua rigidez e a capacidade de absolver as vibrações. A bike acelera muito bem e rápido, mudança de direção rápida e curvas fechadas é com ela, a posição de pilotagem fica no meio termo, dependendo do ajuste feito nela da para escolher entre conforto e racing.
    Encarar as subidas com ela também está mais fácil, ela simplesmente ignora as de inclinação mais acentuada e curta, nas maiores é bom manter o giro um pouco mais alto que o de costume e fazer de o máximo possível para não perder o embalo!
    Para descer, sem comentário, é impressionante a estabilidade dela, e como a bike fica no chão! Chega de elogios por hoje!
    Obrigado pelo espaço Adil.
    Tiago Tofanetto

    ResponderExcluir
  16. Adil, pedi segunda feira um quadro carve, e vou monta-la aos poucos, vou esperar lancar as rodas vzan everest e fazer como voce fez no video a conversao tubeless, pneu devo ir de Renegade. Minha maior duvida e quanta a suspensao, no site da spz diz que o quadro foi projetado para usar 80m de curso de suspensao, se eu colocar 100mm o que pode acontecer? qual suspensao hoje e BBB boa bonita e barata para as 29"?

    ResponderExcluir
  17. Hj subi numa Hardrock 29 e cheguei a conclusão que essas mesas curtas em quadros M não são um bom negócio, pra um cara de estatura mediana como eu. E pensar naquela encanação toda que eu tinha com ETT...kkkk

    To começando a ver a Carve com outros olhos. O Edicarlos "Rosinha" vai competir com uma em breve.

    ResponderExcluir
  18. Olá Tiago,

    Obrigado pelo seu depoimento, é muito bom ver sua empolgação com a bike.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  19. Olá Tarcizio,

    Basicamente, se ao invés de montar um garfo de 80mm na sua Carve, escolher outro com 100mm de curso:

    1 - Os ângulos do tubo de direção (head angle) e do tubo do selim (seat angle) serão relaxados em até 1 grau, ou seja, podem passar de 71.5/73 para 70.5/72, respectivamente.

    2 - Aumenta a altura do movimento central em relação ao solo.

    3 - Aumenta sensivelmente a distância entre eixos.

    Como resultado, a bike pode ficar menos rápida nos singletracks e perder um pouco nas curvas.

    Se for fazer um uso recreacional da sua bike, não vejo problema em utilizar um garfo de 100mm, por outro lado, se for competir e focar na performance, é melhor seguir com um modelo de 80mm.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  20. Olá Fernando,

    Principalmente aqueles já iniciados no Universo 29er, realmente não curtem mesas curtíssimas e nem tem aquela preocupação exagerada com o ETT de tempos atrás. Finalmente!

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  21. olá Adil,
    Minha bike é uma stumpjump comp 2011. A suspensão tem 100m de curso se eu diminuir para 80m ela vai melhora a performance.

    Boa noite
    Abracos

    ResponderExcluir
  22. Adil, boa noite. Cara, parabéns pelo blog !!!! Além disso, preciso mencionar: como é bom ler um blog de alguém que sabe escrever... Fico bravo até com esse corretor automático do IPAD que ás vezes trocar palavras... Mas sobre a SPZ Carve.... Ela também vem nas configurações tradicionais, tipo PRO, COMP, SPORT? Se sim, qual é a quem tem melhor custo benefício para que, sendo o caso, como mencionou um outro leitor, trocar uma mesa, o selim e os pneus? Um forte abraço e mais uma vez parabéns !!!

    José Carlos Camargo Jr. ( MTbiker desde 1985...)

    ResponderExcluir
  23. Olá Leo,

    Se eu fosse você, continuava com a suspa de 100mm na sua Stump.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola..comprei um quadro Stumpjumper 2011 29ER tamanho 15,5 que antes usava suspa de 80mm..mais a dificuldade que estou tendo em encontar uma Rock Shox de 80mm é muito grande e acabei comprando uma Reba de 100mm mesmo..será que seria incorreto usar uma suspa de 100mm nesse meu quadro sendo que o recomendado pela Specialized é um de 80mm ?

      Excluir
    2. Olá Eduardo,

      Não seria incorreto montar um garfo com 100mm de curso na bike, contudo esteja atento porque os ângulos da bike ficarão um pouco mais relaxados e o central alguns centímetros mais alto em relação ao solo, ainda assim o curso adicional pode ser benéfico à sua performance sobre a bike.

      Grande parte dos modelos de XC da Rock Shox podem ter o curso reduzido para 80mm.

      Abs,

      Adil

      Excluir
  24. Olá José Carlos,

    Obrigado por acompanhar o P9BR. Faço o possível para oferecer a melhor qualidade de informação para meu blog-leitor e é, de fato, muito gratificante ter o reconhecimento de vocês.

    Sim, a Carve está disponível em três versões, mas esta, a PRO, é a de melhor Custo X Benefício na minha opinião. Ainda assim, como gosto de verde, acho o quadro da Comp o mais bonito.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  25. Bike muito boa mesmo...ja estou pedalando na minha ja tem uns 2 meses..e não me arrependo de maneira alguma...só alegria!!!

    ResponderExcluir
  26. Bom dia Adil

    estou querendo trocar meu quadro cannondale caffeine 29er(2009) BB30 com lefty por um carve com suspensão fox RL32
    queria saber sua opniçao sibre essa troca
    Obrigado

    ResponderExcluir
  27. Adil, as peças da caloi two niner serve no quadro Carve Pro 29? acha que compensa?

    ResponderExcluir
  28. Olá WOW Produções,

    Quando quiser deixar suas impressões sobre a bike, sinta-se à vontade.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  29. Olá Daniel,

    Não sei ao certo o uso que você faz da bike, mas a princípio a Carve é uma bike de concepção muito mais atual. Além disso, uma suspensão FOX fará muito bem ao conjunto.

    Uma pequena desvantagem é o fato do central da Carve ser o tradicional de rosca. Por outro lado, isso te dá mais liberdade para eventualmente adquirir outro pedivela aqui no Brasil.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  30. Olá amigo,

    Sim, todos os componentes da Two Niner podem ser montados no quadro da Carve, você vai precisar apenas de um adaptador para montar o garfo da Two Niner na caixa de direção tapered FSA da Specialized.

    Abs,

    ResponderExcluir
  31. Boa Tarde Adil.
    Vi em outro forum que você tem um par de rodas 29 pra vender. quero saber se elas servem no Carve pro, e se você ainda esta com elas. Desculpa fazer a pergunta aqui, não consegui postar no outro site. E Parabéns pelo blog.

    Eric Reis
    Unaí - MG

    ResponderExcluir
  32. Olá Eric,

    No momento tenho essas rodas para vender por um preço bem em conta:

    http://www.pedal.com.br/forum/topic39409.html

    Se precisar de qualquer informação me mande um e-mail.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  33. Adil,
    Com 1,70m de altura, qual o melhor tamanho para mim, numa bike aro 29?
    Segue a mesma lógica do aro 26?

    ResponderExcluir
  34. Olá Anônimo,

    As escolher um 29er, você não deve necessariamente usar a aro 26 como parâmetro.

    De qualquer forma, no seu caso, sem considerar outras variáveis importantes, a princípio poderia escolher um quadro com tamanho na casa de 16".

    Sugiro dar uma lida em:

    http://www.29er.com.br/2010/10/p29br-29er-doc-o-dilema-do-tamanho-do.html

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  35. Oi Adil.

    Obrigado pelas dicas!
    Olha, comprei em março desse ano uma especialized rockhopper comp 17,5. A mesma que achei o quadro rente com meu cavalo rs...
    Paguei pela belezinha o valor de R$ 4.500,00 em uma revendedora autorizada.
    Quero comprar uma carve 15.5 então se puder me ajudar divulga ai que estou vendendo ok? Veja o preço que seja razoável e me dá um toque!
    Abraço!
    Davydson.

    ResponderExcluir
  36. Adil,

    Hoje comprei o quadro da especialized sendo o Carve pro 29, tamanhos 15,5.

    Vai chegar com 10 dias. Agora estou em contagem regressiva!

    Assim que chegar o quadro vou desmontar minha bike rock hopper e montar a nova.

    O único impasse foi quanto a suspa, pois a q veio na minha bike antiga é de 1 1/8, enquanto o da carve é de 1 1/5, mas a loja também vai enviar o adaptador que me custou 170,00.

    Espero que dessa vez eu acerte no tamanho do quandro, pois o da minha rockhopper é de 17,5 e o da carve é de 15,5. Lembrando tenho 1,70 de altura!

    Abraço!!!

    ResponderExcluir
  37. Adil,

    Esse adaptador da suspensão que o colega acima falou Não afeta a geometria do quadro ou danifica a caixa de direção com o tempo, face ser um adaptor para tapered?

    Outra coisa, considerando a geometria da Carve, quais as semelhanças em comparação com a stump, uma vez que a mesma também é direcionada para competição?

    Carlos.

    ResponderExcluir
  38. Adil,

    Esse adaptador da suspensão que o colega acima falou Não afeta a geometria do quadro ou danifica a caixa de direção com o tempo, face ser um adaptor para tapered?

    Outra coisa, considerando a geometria da Carve, quais as semelhanças em comparação com a stump, uma vez que a mesma também é direcionada para competição?


    Davydson :)

    ResponderExcluir
  39. Olá Carlos/Davydson,

    O adaptador, desde que compatível com a caixa de direção, não afeta a geometria da bike ou danifica os rolamentos de direção. Uma outra opção seria uma caixa de direção redutora, com a Da Bomb Depth Charge, que dispensa o uso de outros adaptadores:

    http://www.dabombbike.com/15reducer.html

    Somente para ilustrar, eu fiz os 800 quilômetros do Caminho de Santiago usando uma suspensão Recon normal com adaptador para o head tube tapered Scott Scale 29 Pro. Não tive qualquer problema com isso e olha que a bike é de carbono.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  40. Olá Davydson,

    Falando sobre medidas, a Stump tem uma geometria pensada e desenvolvida para competição, já a Carve apresenta praticamente a mesma geometria da Rockhopper, ou seja, é uma bike adaptada a competição, mas não exclusivamente projetada para isso.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  41. Obrigado Adil, mas preciso de um socorro!

    Como sabes adquiri uma carve pro, chegou hj em Recife. O grupo shimano xt 2012 vem amanhã.

    Agora estou numa tremenda dúvida, eu iria colocar minha suspensão que veio na rockhopper, sr. Suntou x11...

    No entanto vi num site essa suspensão:
    Reba RLT Ti 29ER 100mm

    Como no site da specialized diz que a suspensão para a minha carve 15,5 tem que ter 80mm, fiquei em dúvida de adquirir essa Reba, MAS O VENDEDOR DISSE QUE ESSA REBA RLT TI 29er 2011 pode ser ajustada para mudar o curso, porém tem que ser feito com um especialista.

    Essa suspensão é boa para valer R$ 2.000,00 e se é verdade que a mesma pode ser ajustada no curso?

    Aguardo retorno!

    Ps. Se vc conhecer um site que venda suspensão mais leve e barata doque essa da um toque, só preciso disso para monta-la.

    Atenciosamente,

    Davydson.

    ResponderExcluir
  42. Olá Davydson,

    A Reba é bastante superior à sua Suntour atual e de fato seu curso pode ser modificado desde que você envie o garfo para uma assistância técnica. Nesse caso, o garfo precisa ser desmontado para a colocação de um espaçador que vai limitar o curso.

    Gosto muito das suspensões Manitou, mas não sei se você já encontra elas disponíveis aqui no Brasil. De todas as formas, temos já um representante oficial, a Fepase de São Paulo.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  43. Valeu Adil.

    Mas diante de minha anciedade de montar a carve comprei essa reba que já é tapered, além de acompanhar os espaçadores...

    Recebi ontem o quadro da Carve, é linda! Minha namorada ta com ciumes! Abraço!

    Davydson.

    ResponderExcluir
  44. Oi Adil,

    Hoje finalmente mimha carve foi montada.

    Sai de uma hockhopper 17,5 para um quadro 15,5 (lembrando que tenho 1,70m).

    Confesso que "senti" a diferença de tamanho, inclusive quanto coloquei a mesa de 90mm. Senti que ao fazer uma curva fechada meu joelho poderia tocar no guidão.

    Para sanar esse problema coloquei uma mesa de 110mm e coloquei o selim pra trás, dai a dirigibilidade melhorou.

    Vou ter que andar de verdade para ver se estar confortável. Mas é uma pena a Specialized nãoter um quadro 16", o que seria ideal.

    Mas aproveitado o ensejo, se puder tirar mais um dúvida eu agradeceria muito, nesse caso de usar uma mesa de 110mm eu vou estar forçando muito o quadro/guidão ou pode afeta na dirigibilidade?

    Desde já um Feliz Natal!

    Davydson.

    ResponderExcluir
  45. Fala professor,

    A carve foi montada, mas somando na ponta do lapis daria tranquilamente para comprar a stumpjumper com 29!

    Dai, apesar de estar satisfeito quanto a bike, não sei se fiz uma boa escolha... Pois a stump tem o rolamento central bb30 :/

    Abraço, Davydson.

    ResponderExcluir
  46. Pessoal
    Estou em dúvida sobre algumas 29:
    1- Scott Scale 29 Elite
    2- Specialized Carve 29 Pro
    3- Merida Big.Nine TFS XT-D (ainda não encontrei disponível na web) ou
    4- Merida Big.Nine TFS 900-D

    Minhas dúvidas estão em:
    Peso
    Suspensão
    Desempenho

    Att
    Gardel Costa

    ResponderExcluir
  47. Olá Gardel,

    Em termos de peso, a Scott leva vantagem em relação à Specialized, a Scale Elite pesa 11,6Kg. As 29ers da Merida parecem interessantes, mas faltam informações, além disso, até hoje o P29BR não conseguiu nenhum exemplar para testar, portanto prefiro não opinar sobre elas.

    Scott e Specialized contam com suspensões similares. Em termos de desempenho a Scott tem uma geometria mais mais voltada a competição.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  48. Olá Davydson,

    Sua bike foi montada com ótimos componentes, portanto de qualquer forma deve estar valendo a pena.

    Caso sua intenção seja exclusivamente a de competir, aí talvez a Stump seja mais adequada.

    Boas pedaladas.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  49. Valeu mais uma vez pela atenção Adil.

    Davydson.

    ResponderExcluir
  50. Professor Adil,

    As stump 2012 já estão vindo com o central bb30. Como sabes, montei agora a pouco uma carve e estou tendencioso a trocar de quadro justamente por este motivo.

    Na sua opnião, o fato do movimento central da carve ser ainda o tradicional de rosca é irrelevante face ao bb 30 da stump, ou é melhor fazer um up grade do quadro por questão mercadológica?

    Davydson.

    ResponderExcluir
  51. Boa noite Adil!
    parabéns por esse imenso conteúdo sobre bikes, que você nos proporciona!

    Por gentileza, gostaria de saber qual o tamanho ideal do quadro de uma specialized carve pro.
    tenho 1,87 altura, e peso 95kg.

    Recebi um email do site da specialized que seria o 19, mas gostaria de saber se isso procede, ou deveria ser um maior?

    Aguardo respostas...

    ResponderExcluir
  52. Olá Davydson,

    O fato de uma bike possuir central BB30 não seria para mim um fator preponderante para trocar de bicicleta. Vários outros itens, como as rodas, merecem muito mais atenção que o padrão de movimento central.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  53. Olá Blog-Leitor interessado numa Carve Pro,

    Desde que as medidas do seu corpo forem proporcionais, realmente a Carve tamanho 19 vai te atender. De qualquer forma, deixo sempre o conselho que se puder experimentar antes, melhor.

    Lembro que o tamanho da sua nova 29er não precisa necessariamente ser o mesmo que o da sua antiga aro 26".

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  54. Adil, uma contribuição para o site.

    Após pesquisar bastante e procurar uma 29er para comprar: tendente em comprar uma niner, acabei comprando uma SPZ em razão do orçamento.

    Comprei um quadro CARVE PRO tamanho 19". O último na loja sem o valor inflacionado (muita sorte). A bike está montada a 15 dias, mas apenas neste final de semana que consegui andar (pedalar).

    Não tenho muita experiência sobre as BIKES e meu feeling não é muito eficiente (acho que pela inexperiência). Sendo assim, apontarei apenas aquilo que realmente eu consegui sentir.

    O quadro realmente tem uma geometria excelente, tanto para retas quanto para subidas. Creio que o conforto decorre da geometria (tenho que estudar mais sobre esse assunto).

    No meu primeiro passeio peguei algumas subidas bem ingrimes e em momento algum a bike quis empinar e nas retas a bike permite uma posição bem confortável. Talvez se ela fosse um pouco mais agressiva? Não sei, pode ser que perca no conforto... --- Tentarei mudar a altura do guidão...

    Além disso, ela tem uma combinação de cores perfeita. Por onde passei foi só elogios.

    Uma coisa que não gostei, talvez pelo fato de ser 29er, é o centro de gravidade um pouco alto para descidas de cascalhos e curvas. Esse conjunto obriga ou acertar a curva ou fazê-la bem devagar. Na minha antiga 26, mesmo se entrasse errado nas curvas eu conseguia ajustá-la e terminar a descida sem perder tempo e mantida uma certa segurança.

    Notei que é difícil fazer correções de direção e não senti confiança para fazer curvas em alta velocidade. Mais uma vez deve ser falta de experiência com bikes e com uma 29. Talvez a calibragem do pneu tenha tido alguma influência. --- tenho medo de reduzir a calibragem e perder o aro, já que tenho apenas 100kg... hehehe

    No mais, sua avaliação reflete exatamente aquilo que a bike/quadro é. Depois de mais alguns passeios e regulagens posto minhas impressões finais.

    ResponderExcluir
  55. Olá Adil,

    Parabéns pelo Blog e pelo trabalho! Exemplar! Aproveito e pego carona para pedir ajuda.

    Vou fazer o Caminho de Santiago em outubro/2012 e já decidi comprar uma 29er.
    Eu pedalo de Speed e não tenho costume com MTB.
    Fiz um pequeno testdrive na HardRock e gostei.
    Como desejo uma bike para passeio, não pra trilhas, tenho a impressão de que a HR é mais confortável que a Carve, estou errado?
    Pergunto, porque se for o caso de a Carve valer mais a pena, penso em comprar lá, em vez de levar daqui, pois lá compro uma Carve pelo preço da HR aqui.

    Qual sua opinião?

    Desde já agradeço!

    []s
    Robson Combat

    ResponderExcluir
  56. bom dia todos, eu tenho uma aro 29 ful elite , quem pegar uma bike desta ele desiste rapido da bike quadro rigido

    ResponderExcluir
  57. Bom dia Adil,

    Estou em duvida entre uma Specialized Carve Pro ou uma Scott Scale 29 Team.
    O que vc pode dizer em relação à conforto, desempenho e componentes de cada uma.
    Obrigado

    ResponderExcluir
  58. Pessoal, comprei uma carve Pro e estou muiiiittooo satisfeito. Comecei a pedalar a 3 meses e estou curtindo muito a bike,... Fiz a conversão dos pneus para tubeless conforme dica do Adil e ficou ótimo,... A cada pedal que faço confirmo tudo que foi postado aqui no Blog, parabéns a todos e obrigado pelas dicas, pois foi através destas que decidi comprar a Carve Pro e estou muito Feliz !!! Boas pedaldas para todos !
    Abraço,
    Roger (Jundiaí-SP)

    ResponderExcluir
  59. Olá Fred,

    Obrigado pela contribuição.

    É sempre bom ouvir, e ler, o que os leitores do P29BR tem a dizer e compartilhar com outros.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  60. Olá Robson,

    Pessoalmente eu escolheria a Carve. O conforto pode ser similar, mas o quadro da Carve é mais moderno e também preparado para receber bagageiros. Não é o que errar para sua cicloviagem, pode comprar.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  61. Olá tperes,

    A Carve é uma bike para o entusiasta que pensa eventualmente em competir, já a Scale conta em seu "DNA" com uma geometria mais adaptada à competição. São bikes equivalentes em termos de conforto. A Specialized leva alguma vantagem em relação aos componentes.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  62. Olá Roger,

    Fico contente em saber que está curtindo sua 29er.

    A revista americana Mountain Bike Action fez um teste com a Carve e publicou 4 meses depois do meu. As conclusões foram praticamente as mesmas, confirmando o que você lê no P29BR.

    Boas pedaladas!

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  63. Adil, boa tarde!
    Tamanho, oh dilema!!! Amigo gostaria que me orientasse quanto ao tamanho do quadro, pois, penso em adquirir um da Specialized Carve Pro 29, para substituir o atual que é o da Caloi Two Niner (Tam. 18). Fiquei em dúvida sobre o que seria mais adequado, se o tamanho 15.5 ou 17.5, as minhas medidas são as seguintes: Cavalo – 78cm; Altura do esterno – 140cm; Braço – 55cm, altura 1,70m
    Pesquisei e encontrei uma tabela com as medidas do quadro da carve pro 29, no entanto, a dúvida continuou, gostaria da sua opinião!

    Qual seria a mais apropriada para as minhas medidas? Mais uma dúvida, em relação ao “transplante” das peças, esse adaptador do garfo, tem uma marca específica? Desde já muito obrigado pelas preciosas informações.

    ResponderExcluir
  64. Olá Blog-leitor interessado na Carve,

    Sugiro ficar com o quadro 15.5", ele será mais adequado à sua estatura.

    Para evitar problemas, o ideal é que o adaptador seja da mesma marca que a caixa de direção da bike.

    Qualquer dúvida, pergunte.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  65. Ola Adil!
    Estou realmente fascinado por este quadro da Carve, tenho uma two niner e qria fazer esse upgrade.
    Tenho 1,90 e 93 de cavalo, qual quadro vc indicaria 19 ou 21? Na two ninver minha mesa é de 120mm, recomenda manter a mesma mesa?
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  66. Olá Adil,

    Estou saindo de uma Two Niner para outra 29. O que sugeres entre VERTEX 29 da Rocky Mountain vs CARVE EXPERT 29 da Specialized?

    Abraços,

    Paulo Aguiar

    ResponderExcluir
  67. Olá ProfDaniloFC,

    Teoricamente sua Carve deve ser a tamanho 21". Em relação ao tamanho da mesa, não saberia opinar. Um bike fit iria te ajudar.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  68. Olá Paulo Aguiar,

    A Carve é uma ótima bike, mas pessoalmente tenho muito apreço pelas Rocky Mountain. Gosto da Vertex.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir
  69. O preço dela hoje aumentou porque?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo,

      O preço do quadro da Carve de fato aumentou muito além do que se poderia esperar. Pessoalmente, não enxergo razões técnicas para isso, sendo assim, imagino que o motivo seja comercial, além da tradicional e abusiva carga de impostos que recai sobre as bikes importadas.

      Abs,

      Adil

      Excluir
  70. OlA!Amigo Estou comprando um quadro da specialized aro 29 em fibra de carbono para montain bike aqui em Brasília.Só que estou na dúvida em relação ao tamnho:Na loja tem um de 15.5 e outro de 17.5.Qual seria o tamanho ideal para mim.Tenho 1.68m de altura e 78 de caval?Muito obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,

      Com um 1.68m sem dúvida o tamanho 17.5 ficaria grande demais. Considero o menor mais adequado.

      Abs.

      Excluir
  71. Adil meu caro, tenho uma duvida, na verdade queria sua opinião, comecei a pedalar recentemente e estou adorando, comprei de inicio uma hockhopper na qual troquei a suspensão para RST First Platinum e rodas Vzan Everest XC, agora vem minha duvida...

    Quero trocar a bike, vc acha que vale a pena trocar o quadro para uma carve e trocar os freios para shimano XT modelo 2013 (icetech) e relação sram X9 2x10 ou comprar uma Stumpjumper comp e manter original e vender minha hockhopper? No caso da Stumpjumper ficaria com uma suspensão melhor que a RST e uma relação pouca coisa inferior, quantos aos freios não conheço o magura que equipa a stumpjumper para comparar com o shimano XT.

    Em ambos os casos o custo ficará o mesmo visto que a relação x9 e freios shimano xt virão de fora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Afonso,

      Acredito que a melhor opção seria uma Stumpjumper completa.

      Abs,

      Adil

      Excluir
  72. quais os sites que vendem a bike carve 29 pro, pedal power não faz venda através do site e onde comprar agora uma bike dessas. moro em alagoas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá leitor amigo de Alagoas,

      Uma loja de confiança que vende pela web é a Bike Point SC:

      https://www.bikepointsc.com.br/?FD=carve

      Abs,

      Adil

      Excluir
  73. Outra coisa que estou em duvida é na compra do guidão..minha bike que estou montando é uma Stumpjumper 2011 aro 29 tamanho 15.5 e eu tenho 1.65 de altura..qual a medida devo comprar sendo que usava 580mm na minha ex bike 26er ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eduardo,

      Considero 680mm o tamanho mínimo para um guidão de 29er.

      Abs,

      Adil

      Excluir
  74. E aí Adil; blz...falando em altura,tenho 1.64 e uso uma scott aspect tamanho M......andei numa P e achei que fiquei mto encolhido nela...Gostaria de saber sua opinião

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Edison,

      A menos que você tenha um tronco demasiadamente longo, não me parece adequado que alguém com a sua estatura pedale uma 29er tamanho M.

      Se tiver dúvidas sugiro consultar um profissional de Bike Fit.

      Abraço,

      Adil

      Excluir
  75. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  76. Adil. Uma suspensão de 80mm é a recomendação da SZP para esse projeto? e caso eu passe para 120mm terei problemas na pilotagem ou mais "stress" em algum ponto de solda?

    ResponderExcluir
  77. Olá Eduardo.

    Caso você monte uma suspensão de 120mm numa bike projetada para uma de 80mm, explicando de uma maneira mais simplista, o ângulo de direção e ângulo do tubo do selim vão ficar mais relaxados, nessa caso a bike poderia perder eficiência na pedalada, além disso, existe um outro problema, o movimento central ficaria alto demais e a condução em situações mais técnicas ficaria igualmente comprometida. Em resumo, não recomendo.

    Abs,

    Adil

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens Recentes no P29BR